Toninho teste
POLÊMICA

Polícia interrompe montagem para show de Wesley Safadão em Miguel Alves. Polêmica envolve deputado e prefeito

Show estava programado para o dia 23 de maio, véspera do aniversário de 110 anos de Miguel Alves.

20/05/2022 13h26Atualizado há 1 mês
Por: Redação
Fonte: G1 Piauí
238
Foto: Google/Imagens
Foto: Google/Imagens

A Polícia Militar do Piauí interrompeu, nessa quinta-feira (19), a instalação de estruturas para realização de um show do cantor Wesley Safadão e da banda Chicabana, em Miguel Alves. A ação aconteceu após um decreto municipal proibir eventos não-oficiais em homenagem ao aniversário da cidade.

Conforme o deputado estadual Oliveira Neto (PT), responsável pela divulgação do evento, as apresentações estavam programadas para o dia 23 de maio, véspera do aniversário de 110 anos de Miguel Alves e seriam realizadas em um terreno próximo às PI-110 e 112. O ingresso custaria 2 kg de alimentos não perecíveis.

Deputado estadual Oliveira Neto (PT)

 

Em nota, o gestor afirmou que deu suporte apenas para a divulgação e que o evento foi organizado por um grupo de 20 amigos empresários, com recursos próprios.

Em decreto publicado no dia 28 de abril, no Diário Oficial dos Municípios, o prefeito Francisco Antonio Rebêlo de Paiva, o Veim da Fetraf (PL), determina a suspensão de eventos não-oficiais durante os dias 22, 23 e 24 de maio, período de atividades festivas em comemoração ao aniversário de Miguel Alves.

Prefeito Francisco Antonio Rebêlo de Paiva, o Veim da Fetraf (PL)

 

“Fica proibida a realização de shows, festas e eventos com fins lucrativos, sociais ou públicos, com ou sem cobrança de entrada, realizados em recinto fechado ou aberto, entre os dias 22, 23 e 24 do mês de maio, por se tratar de data destinada às atividades festivas em comemoração a emancipação desta municipalidade”, diz trecho da determinação.

Além disso, segundo o superintendente de Arrecadação e Tributos da Secretaria de Economia do município, Thiago Andrade, o evento é irregular por não responder aos demais critérios adotados pela Prefeitura do município.

"Nós constatamos que o evento está de maneira completamente irregular, o local é completamente inviável porque fica na zona rural, vai atrapalhar o trânsito de ambulâncias, de ônibus. Nem foi informado o fechamento de vias públicas para que seja desviado o trânsito. O município tem a legislação que regulamenta a concessão e autorização de eventos”, explicou o superintendente.

Entre as atividades festivais previstas pela Prefeitura de Miguel Alves, estão shows do trio Gonzaga Lu e da banda Versículo 1 no dia 23 de maio, e dos cantores Mano Valter, Felipe Amorim, GPzin e Luketa, no dia 24 de maio.

Para Oliveira Neto (PT), o decreto da Prefeitura de Miguel Alves pode ter sido motivado por razões políticas e emitido apenas para impedir a realização de eventos organizados por pessoas que não compõem a atual gestão municipal.

Na quinta-feira (19), o deputado esteve no local em que aconteceria o evento, para acompanhar a montagem do palco e detalhes da organização, quando foi surpreendido pela Polícia Militar e técnicos da Prefeitura de Miguel Alves, que desmontaram a estrutura que estava sendo feita. 

Segundo show suspenso no Piauí

No dia 28 de abril deste ano, a Justiça proibiu que a Prefeitura do município de São Pedro do Piauí, a 110 km de Teresina, contrate o cantor Wesley Safadão para que se apresente no aniversário da cidade, em dia 20 de junho deste ano.

Conforme a ação do Ministério Público do estado, o município desembolsaria R$ 550 mil para a contratação do artista, que se apresentaria por 1 hora e 20 minutos.

O show foi anunciado pelo prefeito Junior Bill (PP), que chegou a recorrer da decisão. Nessa quinta-feira (19), o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar recusou o recurso e manteve a suspensão do show, por considerar o valor do evento exorbitante e que a Prefeitura teria demandas mais importantes.

 

Confira a nota completa do deputado Oliveira Neto (PT)

A Assessoria de Comunicação do deputado estadual Oliveira Neto (PT) vem a público informar que o prefeito de Miguel Alves vem divulgando informações inverídicas na tentativa de impedir que eventos encabeçados por pessoas de fora da gestão municipal aconteçam na cidade. O evento intitulado “Miguel Alves Solidária”, que será realizado no dia 23 de maio no município, é de cunho beneficente, realizado através da união de um grupo de amigos solidários, empresários do município e da capital Teresina, com recursos próprios.

O deputado, como filho da cidade Miguel Alves, apoiou o evento através de suas redes sociais, dando suporte apenas para a divulgação. O intuito principal da realização da festividade é a arrecadação de alimentos, que serão destinados à população carente da região. Não há, desta forma, dinheiro público envolvido na realização do evento.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Miguel Alves - PI Fundado em 24 de maio de 1912, seu gentílico é miguel-alvense, tem como prefeito Francisco Antônio Rebelo Paiva e segundo IBGE tem população de 32.289 pessoas.
Picos - PI
Atualizado às 08h39
24°
Poucas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 20°
24°

Sensação

17.8 km/h

Vento

40.5%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Anúncio
Municípios
Anúncio
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio